Christina fala sobre novo álbum, The Voice e carreira em nova entrevista – leia jácostumar a esse

0

O Collider.com sentou com os 4 técnicos no The Voice para uma nova e extensa entrevista. Nela, Christina teve a oportunidade de falar sobre o programa, a família e também o novo álbum. Ela não entrou em muitos detalhes, mas já se abriu um pouco mais sobre o que vem por aí. Confira.

O que você vai fazer para destronar Adam e Blake?
Com técnicos diferentes, você tem gostos e estilos diferentes para diferentes talentos que vêm ao programa. Eu sempre penso, “OK, talvez dessa vez eu ganhe”. Eu sei que eles estão nisso há 8 temporadas, e eu não estava aqui na temporada que Usher ganhou. Mas honestamente, eu só quero me divertir, ouvir grandes cantores cantando grandes músicas, e usar meu instinto, como sempre. Tudo acontece por um motivo. Eu tenho certeza que minha hora vai chegar. Mas não é só a gente. É ótimo poder dividir e se orgulhar de alguém que você apoiou durante essa jornada, que é louca e dá muito trabalho a eles. Você tem a oportunidade de ver o que eles passam. É um formato competitivo, o que eu amo e odeio ao mesmo tempo. Eu não gosto quando a música é tão competitiva. Mas é excitante e um ótimo treinamento para preparar esse pessoal para o futuro, quando eles já não mais estarão no programa. É um campo de treinamento incrível, no geral.

Christina, o que você pode falar sobre suas músicas novas?
Ainda é um processo criativo grandioso para mim. Eu não fico lançando música por aí só para eles continuarem chegando. Eu acredito na arte de criar e no tempo que me leva para nutrir algo e me dedicar aos detalhes. Eu escrevi muito durante minha gravidez no ano passado, quando eu estava vivendo e absorvendo tudo a minha volta. Isso com certeza vai aparecer no álbum. Minha música sempre vai ter alma, porque é de onde eu me inspiro naturalmente. Mas eu estou particularmente interessada em uma música que Pharrell fez mas que não vamos entrar em muito detalhes agora. É uma música muito, muito legal. No fim, estou simplesmente feliz de trabalhar em coisas que me empolgam e não são forçadas. É um trabalho em andamento.

Quais são alguns dos problemas que você teve que enfrentar e superar com sua própria voz, e que você gosta de dividir com outros cantores?
Cada um de nós tem o próprio estilo. Todo lutamos contra alergias e todos temos dias bons e dias ruins, especialmente durante uma turnê. Você tem que descansar e cuidar de si. Eu recebo massagens. Não tenha medo de se dar pequenos luxos. Também uso algumas pastilhas e sprays de gargante que ajudam. Honestamente, eu adoraria ter um segredo imenso e surpreendente, mas é tudo muito básico. Mel e chá.

O que você faz para garantir que sua bela voz permanece afinada?
Definitivamente, aquecer seu instrumento e tomar o tempo que precisar para tirar aquele sono que você precisa. Com dois filhos, às vezes vocês simplesmente não dorme. Às vezes, você está na estrada e sofre de jet lag [por causa da constante troca de fuso horário]. Você tem que se acostumas com esses obstáculos, e por isso o programa também é bom. Ajuda crianças e adultos a perceberem que é muito difícil ter uma voz incrível na TV, porque às vezes o som é muito condensado e fechado. Isso faz todo o tipo de imperfeição sobressair, o que é louco, mas é como a coisa funciona. Você é um performer e nem sempre as coisas sairão perfeitas. Eu faço aquecimento na voz por cerca de 20 a 30 minutos, passando por notas diversas. É muito importante.

Na indústria do entretenimento, você tem que ser forte. Como técnicos e mentores, qual é a melhor técnica para reconstruir a auto-confiança?
Quando você está em uma plataforma tão grande como essa, e você precisa chamar a atenção do mundo inteiro, o segredo está na sua cabeça. Você pensa, “meu Deus, achei que tinha me saído bem, mas essa pessoa está falando isso ou aquilo de mim”. Isso é parte da indústria e do treinamento, mas é difícil. Eu particularmente gosto de apoiar as mulheres do programa. Nós sofremos mais do que qualquer outro, ter que chegar no palco com saltos altos enquanto os cara chegam de tênis e bota. Morro de inveja. Mas meu coração fica com as meninas que vem aqui. Eu sei o que é ser criticada. É parte do jogo. Mas você nunca vai ser boa suficiente, ou fazer a coisa certa, aos olhos de todo mundo. Isso é algo que eu aprendi há muito tempo. Pode te levar à loucura, te deixar muito nervosa. E eu só quero vê-las brilhando, tendo a oportunidade de subir no palco. Quero que eles saibam aproveitar o momento. Eu não consegui um contrato com gravadora depois do Star Search. Isso demorou anos para acontecer, foi muito tempo depois que saí do programa. É uma das coisas que tenho na manda. Parte das cores conferidas à minha jornada, que tem altos e baixos. Que me fizeram uma guerreira e a pessoa forte que eu sou hoje. É nisso que eu insisto com eles.

Porque vocês acham que o programa de vocês tem sucesso contínuo e seus concorrentes não?
As pessoas se interessam pela jornada. Eles gostam de ver o começo humilde de uma pessoa, que é como todos nós começamos. Eu não nasci em nenhum tipo de riqueza, nem de longe. Meu pai trabalha no exército e nós vivíamos viajando. Meus filhos estão crescendo com uma vida que eu nunca tive. Você consegue ver as histórias se desenrolando. É humano e é real. As lágrimas que você vê são lágrimas de verdade. Eu me emociono muito. Me mata ver alguém do meu tipo ir embora. Você se importa com as pessoas que chegam e fazem de tudo para cantar o melhor que conseguem. A construção faz parecer que é uma luta pela vida ou morte. Eu gosto de chegar no programa e apoiar pessoas até o fim do mundo, e então permitir que eles se desenvolvam em que eles querem ser depois disso. Eu não gosto de parecer que é essa situação de luta pela vida ou morte. É sobre a história e a jornada de alguém. É honesto.

1 comentário

  1. O que mais me encanta na Christina depois de sua voz magnífica é a sua clareza e consciência ao se expressar. De fato, ela é o “pacote completo “: talento, inteligência e beleza.

  2. A única temporada do The Voice que eu achei pesada/super competitiva foi a season 2 aquele Tony Lucca lá insuportável! Pra falar a verdade eu acho que se a Christina quisesse realmente ganhar ela teria escolhido a Lindsey ou invés do Chris Mann, todo mundo torcia por ela!

  3. “Mas eu estou particularmente interessada em uma música que Pharrell fez mas que não vamos entrar em muito detalhes agora. É uma música muito, muito legal.”

    Já sei que eu vou amar essa música dos meus reis <3 <3 <3 Já quero ouvir, e mais uma vez será o segundo ano do Pharrell Williams. Só deus sabe o quanto eu esperei por essa colaboração eu espero essa colaboração desde de 2001 quando o Pharrell / The Neptunes começaram a trabalhar com todo o mundo! Desde Britney, Justin Timberlake, Gwen Stefani, Madonna etc… Meu sonho tornou se em realidade uma década depois <3 <3 <3 <3 Ok, parei 🙂 😀 🙂 :D!

  4. Entrevista leve, sincera, humilde, honesta… Há tempos Christina nao era tao aberta e clara nas respostas. Ela tá diferente, num outro nível de confiança.

Responder

Por favor, comente
Por favor, digite seu nome