Selena Gomez: “Stripped contava uma grande história”

13

Não faz muito tempo que mencionamos em nosso blog como Stripped tem se fortalecido com o tempo e consolidado sua marca como um divisor de águas no mundo da música pop. O momento mais recente noticiado em nossa página foi quando o single “Can’t Hold Us Down” repercutiu novamente após um desabafo de Ariana Grande. Agora, é a vez de Selena Gomez, que promete estar mais introspectiva e honesta com seu segundo álbum Revival, trazer Stripped à tona:

Eu queria algo muito pessoal. Eu amo álbuns, amo mesmo. Eu sei que eles não vendem muito e etc, mas o Stripped de Christina Aguilera me fez superar tanta coisa na vida, ele contou uma história tão poderosa. Aquele álbum foi o Revival dela.

Não é a primeira vez que Selena menciona o trabalho de Christina como inspiração para esse novo disco, mas nessa nova conversa com a Time, ela revela que Stripped pode ter sido o grande balizador de seu novo trabalho. O disco chega às lojas neste mês de outubro.

13 comentários

  1. acho q todo(a) cantor(a) q começa muito cedo acaba passando por isso… ainda mais essas meninas disney q fizeram muito sucesso tão novas…

  2. Stripped é um “desabrochar” para muitos artistas. Christina conseguiu captar fielmente todo o seu sentimento de libertação, traumas, mágoas, vontades, desejos e perspectivas. Sou suspeito para falar assim mas, acredito que existam pouquíssimos álbuns no pop que passem a imagem e força que Stripped passou(e passa).

  3. acho ótimo quando grandes cantoras reconhecem o talento e importância de xtina na indústria

    e fico feliz quando pessoas como selena tb o fazem kkkkkkkkkk

  4. Escutei o Stripped pelo primeira vez na mesma idade mais ou menos que a Xtina começou a trabalhar nele (eu escutei com 18/19 anos). É indescritível a sensação de como ao escutar cada música você se identifica mais e mais com o CD todo!
    E realmente para mim tambem foi um divisor na minha vida, pois sempre um adolescente muito insegura.
    Pra mim é um dos melhores CDs que já escutei na vida.

  5. Engraçado ler está nota sobre a Selena aqui, e não surpreendente a influência/referência que “Stripped” e sobretudo Xtina deva ser para as novinhas pop da Disney.

    A Selena sempre foi a que menos me atraía, achava razo demais seus trabalhos. Eles soavam artificiais na tentativa de ser adulta, aceita e pior sexy.

    Alguns singles até soam bem pra dançar, mais geralmente me eram imperceptíveis.

    Mais quando ouvi
    “The hearts wants what it wants” e “Good for You” eu parei e disse, ups há algo novo! Enfim, me parece que ela cresceu e talvez tenha realmente compreendido o seu lugar na música.

    Estas músicas mexeram comigo, me envolveram bastante. Tanto que hoje elas fazem parte da minha playlist.

    É muito bom saber que dona Maria nos inspira como fãs, Fighters e também tantos outros artistas novos como Sam Smith, Demi, Selena e antigos como Celine. É respeitada por músicos e seus públicos diversos. Como os Rolling Stones icônicos.

    Sou Fighter em qualquer estágio, circunstâncias.

    Somos o Exército X

    • Falou tudo! Também sempre achei ela a mais vazia, e hoje em dia acho totalmente o contrário! Ela foi a que mais amadureceu musicalmente entre Demi e Miley! Não tem como não amar o Stripped.

  6. Stripped serve em qualquer época! Pode se passar 50 anos, esse álbum continua inspirador e verdadeiro!

  7. Ilove parabéns pelo site. Eu acompanho a muito tempo mas não sou de comentar muito. Sempre me atualizado pelo celular mesmo e a forma que o site esta disponível tá ótima.

Responder

Por favor, comente
Por favor, digite seu nome