Entrevista | Christina fala sobre MasterClass à revista Marie Claire

6

A revista Marie Claire publicou ontem uma entrevista com Christina cheia de perguntas sobre o MasterClass, abrangendo desde de onde surgiu a ideia de participar do curso desde o passado dela como cantora de casamentos. A entrevista traduzida, na íntegra, está logo abaixo para vocês!

Como surgiu a ideia do projeto MasterClass?
Achei que era uma ótima oportunidade de continuar mentorando e treinando pessoas, que é o que eu amo fazer no The Voice, mas agora abrangendo todo mundo que quiser participar. Eu também amei a ideia de ajudar cantores de todo o mundo a alcançar seu potencial.

Qual foi o seu maior receio ou maior foco quando planejou o programa de aulas?
O principal era saber dar destaque às áreas que eu queria dividir com os alunos, áreas que eu senti que poderia mesmo ajudá-los a crescerem. Tem tanto detalhe pequeno que pode ajudar um cantor a evoluir, que tentar decidir quais eu queria destacar foi um desafio, no bom sentido. Meu objetivo com essa ementa de aula foi demonstrar técnicas básicas como aquecimento da voz e controle da respiração, até áreas como presença de palco e identificar seu próprio estilo. Eu não quis apenas ajudar com técnicas mas também ajudar os artistas e entender qual estilo os representa e quem eles são enquanto artistas.

O que você acha que os alunos geralmente ignoram quando cantam ou se apresentam? Algo que eles não percebem?
Muitos pensam que é importante atingir aquele notão, e o que eu aprendi com pessoas como Sia e Linda Perry é que a beleza geralmente surge com os momentos mais delicados, com as pequenas imperfeições. Você tem que saber quando usar aquela voz vulnerável e quando ir até a nota alta.

O que essa experiência te ensinou sobre si mesma?
Sempre que alguém recebe o desafio de ensinar algo a alguém, acaba percebendo que sabia mais sobre o assunto do que pensava. Eu canto desde meus quatro anos de idade, e muito do que eu aprendi veio com a experiência. Eu nunca fui a uma escola de artes aprender as técnicas, e muito do que eu sei, faço por instinto. É divertido poder demonstrar isso.

Qual sua primeira memória como cantora? A que logo te vem à mente?
Eu amava ouvir blues quando era criança. Quando minha mãe e minha avó me compraram meu primeiro disco da Etta James, eu amava ficar cantando as músicas dele.

Por que você acha que ensinar é tão importante?
Eu acho que, em qualquer profissão, se você tiver a chance de ajudar alguém a desenvolver e moldar a carreira que ele está começando, você deveria. Todos tivemos mentores em nossas vidas, aquela pessoa que ajudou você a deslanchar em sua carreira, e todos nós devemos retribuir fazendo o mesmo para outras pessoas.

Qual música é a sua favorita de cantar e qual é mais difícil do que parece?
Pedir para um artista escolher sua música favorita é o mesmo que pedir para escolher qual filho você ama mais. Todas as músicas que eu canto têm um lugar ou uma lembrança especial para mim.

Como você fica antes de uma performance? Tem algum ritual que você segue?
Acredite ou não, mesmo com tanto tempo de carreira, eu ainda fico nervosa. Eu me certifico de que minha voz está aquecida e uso spray de garganta para que ela não fique seca.

Você mudou muito seu visual no curso da sua carreira – você acha que ajuda ou que, de certa forma, isso atrapalha as performances?
Eu amo ser um camaleão na moda e beleza. As pessoas levam esse tipo de coisa muito a sério, é muito legal brincar com o visual.

Se você pudesse voltar no tempo e dizer qualquer coisa à sua versão mais jovem, o que seria?
Todos esses testes e trabalhos em casamentos irão valer a pena.

6 comentários

  1. esqueceu de mencionar
    ‘continue cantando em casamentos e festas privadas, pois você ganhará milhões com isso’
    haha

  2. “Eu nunca fui a uma escola de artes aprender as técnicas, e muito do que eu sei, faço por instinto.” Ihhh aquela história de aulas de canto era caô então. E ela não respondeu qual a música mais difícil 🙁🙁

  3. masterclass sendo aquela pessoa que vc não ia com a cara e quando conhece só piora.

    já não gostava da idéia e agora gosto menos ainda. já não basta as entrevistas/aparições dela serem escassas. agora temos que dividir o assunto com mais isso.

    “vc está linda, oq esta usando?”
    “e seus filhos?”
    “fale sobre o masterclass”
    “está empolgada de voltar ao the voice?”

    e se sobrar um tempo ela fala sobre como gostaria de atuar mais, dos perfumes e caso esteja chovendo sangue no dia, lembram que ela é cantora e falam da música da mulher. PQP #xatiado

  4. MasterClass é a despedida de Christina Aguilera do The Voice. É a forma dela dizer que continuará desta forma.

    E só se incomoda com ele quem é cego. Ocupou pouco tempo de Christina, e este tempo de escolha de técnicas para gravação das aulas certamente refletirá num álbum extremamente mais focado nos vocais.

Responder

Por favor, comente
Por favor, digite seu nome