MX | Christina investe em Pinterest e inicia produção de série digital

20

O MasterClass anunciou ontem, por meio de nota enviada à imprensa, que contratou Matthew Rutler para ocupar a posição de Vice-Presidente Senior de Talento e Desenvolvimento de Negócios. Com a contratação, o programa anunciou que Matthew ocupará a liderança dos novos escritórios da empresa em Los Angeles (a sede é em São Francisco) e ainda divulgou um pouco dos números movimentados pelos cursos online do projeto: os investimentos já superaram a cifra de 20 milhões de dólares, parte deles enviados pela MX, produtora de Christina e Matthew. O casal foi um dos mais recentes investidores do curso, que também tem Usher e Robert Downey Jr. entre os donos.

Segundo a matéria, foi Matthew quem se reuniu primeiro com os fundadores do MasterClass e fez o investimento na empresa, e após isso, Christina conheceu o programa e entrou na lista de celebridades envolvidas. Segundo o presidente, ainda:

“Matthew construiu uma reputação incrível enquanto parceiro de várias empresas de entretenimento e de tecnologia. Antes de entrar para nossa equipe, ele era um dos primeiros investidores e teve um papel importantíssimo em nos ajudar a construir os relacionamentos com vários de nossos instrutores. A paixão dele por entretenimento e tecnologia vai ser essencial no crescimento de nossos negócios”.

Junto com a nota, foram revelados também alguns outros projetos da MX. A empresa de Matthew e Christina já tem mais de 20 empresas investidas no portfolio, dentre elas o Pinterest, a Lyft, Clutter, Afrostream, DraftKings e o MasterClass. Além disso, a empresa tem estreitado suas relações com a Lionsgate, e além da produção da série “Tracks“, a dupla está preparando também uma série digital chamada “Chef Without Borders” (“Chef Sem Fronteiras”), estrelando Curtis Stones.

20 comentários

  1. Gente! Acredito que ele não consiga. Christina não é burra. Além do mais Irving Azoff é o empresário dela e amigo pessoal, não deixaria que isso acontecesse. Acho que ela vai ficar mais rica com esses investimentos. Importante observar que o noivado dela nunca se consolidou em casamento, no papel, e vocês devem imaginar por qual motivo: ela não é burra. Risos! Apenas cozinhando o cara em banho maria e contratando ele como funcionário, mas não sócio dela.

  2. Outro assunto estranho são essas incursões dela em show não privados (particulares) pela África, Ásia e Oceania. Deve ser alguma estratégia. Alguma coisa tá sendo colocado em prática antes do lançamento do álbum.

    • Back to basics até Bionic foi muita espera, acho que o povo tá acostumado com artistas de um álbum por ano e X não é assim

  3. Strippend, Back To Basics e Bionic são obras de arte produzidas por Christina. Fazer álbuns icônicos é natural para ela porque faz as coisas no tempo dela. Quando foi forçada a fazer algo, saiu Lotus, um álbum comum. Ela própria já disse que não é artista de gravar por gravar, o trabalho dela é minucioso. Tem artista que lança álbum todo ano, e só agora dizem que produziu uma obra de arte… Eu não achei uma obra de arte, mas um trabalho oportunista pelo contesto social.

    • Xtina é tão criteriosa feat. Minunciosa que em “Here to Stay” para o B2B, ela regravou a canção entorno de 100 X permanescendo no estudio por 6h para chegar onde queria, Segundo DJ Premier

      Então é melhor aguardar, esse é um dos sinimos para Fighter.

  4. Ilove, Christina Vip respondeu ha algumas perguntas no twitter,e Lá afirnou que XTiNA esta em modo 100% album!

    Amanha ou terça teremos imagens dela, já que chegara na Geórgia

      • Marcos, eu não entendo nada dessa área de divulgação e tal.. Exclusividade com alguma plataforma é uma coisa boa então? Vi muita gente reclamando no facebook

    • credo, tomara que seja mentira. estou esperando que o proximo cd dela tenha uma divulgaçao grandiosa, que faça um sucesso estrondoso, e o povo me vem com essa de exclusividade.

    • Por mais que essa exclusividade seja por um tempo só, acho que a Christina não está podendo se dar a esse luxo não Hahahahaha

  5. Acho que ela deveria era fechar uma exclusividade com o spotify, onde ela já é a artista feminina mais ouvida. Mas só se essa exclusividade representar um bom financiamento pra tour. Por exemplo, a turnê da Adele tem um grande financiamento da Apple.

Responder

Por favor, comente
Por favor, digite seu nome