Prioridades: Executivos da RCA contam planos para seus artistas em 2017

Boa sorte procurando o nome de Christina na lista

11

Peter Edge e Tom Corson são as atuais mentes por trás da RCA, uma das maiores gravadoras do mundo que se aproxima de seus 90 anos de idade e a quem – certos ou errados – aprendemos a detestar nos últimos anos. Frequentemente apontada pelos fãs como uma das maiores causadoras dos fracassos comerciais dos últimos trabalhos de Christina, a gravadora, que hoje é uma subsidiária da Sony Music, ainda detém em seu catálogo alguns dos maiores artistas da atualidade – e os desafios na gestão de um mercado em crise foram tema da conversa dos executivos com o site especializado Music Business Worldwide. Durante a conversa, assuntos como streaming e exploração das plataformas digitais foram o foco, assim como a intenção da RCA em dar oportunidade à artistas que não tiveram grandes chances em outras gravadoras. Dois dos exemplos citados pelos executivos foram Sia e Miley Cyrus:

“Nossa motivação enquanto empresa não é promover; é descobrir e apresentar talentos. Nós direcionamos nossos recursos para o desenvolvimento do artista e a realização de passos pouco usuais que nem todo mundo gostaria de dar. Sia está no topo desta lista. Quando contratamos ela há quatro anos, fizemos uma reunião em que ela nos disse que não mostraria o rosto, não promoveria, não tocaria ao vivo nem faria clipes. Foi um tiro no escuro, mas nós confiamos no talento dela e no fato de que ela é única. A campanha que executamos foi montada com base na visão dela, e mudou completamente o jogo com os vídeos, estratégias de marketing, visuais e sons que criamos. Sia é um exemplo excelente de como trabalhamos. Assim como Miley Cyrus. Só teve uma outra gravadora que quis assinar com Miley. Quando o fizemos, todo mundo achou que tínhamos enlouquecido. Na época ela só tinha tido um meio-sucesso e não é muito comum trabalhar a transição de uma estrela adolescente para uma estrela pop de verdade. A contratação também não era barata, isso acabou intimidando muita gente também. Mas quando a conhecemos, ela foi uma verdadeira força da natureza. Não quis aceitar as regras e decidiu fazer o que desse na cabeça. Então, gravou um álbum seguido um pouco das nossas sugestões e orientações.

Esse trecho é apenas um dos trechos compartilhados pela RCA sobre seu projeto de explorar novos artistas e estimular talentos – mas durante o longuíssimo e técnico artigo – frustrou-se quem procurou alguma menção ao nome de Christina. Em verdade, nem mesmo no retrospecto dos últimos anos, Christina é citada, e, dentre as prioridades da gravadora para 2017, foram nomeados apenas Khalid, Tinashe, Wizkid, Goldlink, Muna e possíveis novos álbuns de Pink e Miley Cyrus. Em um artigo tão completo sobre a história e os planos da gravadora, deixar de mencionar Christina como um ponto prioritário ou sequer existente dentro da gravadora que a descobriu há quase 20 anos não pegou bem entre os fãs. Quando a gravadora era comandada por Clive Davis, isso não costumava acontecer.

Se os boatos de que Christina saiu da RCA e assinou com a Universal estão corretos, isso explicaria a ausência do nome dela no artigo. Esses rumores correm desde dezembro do ano passado, mas nada oficial foi divulgado até agora (e é difícil que uma troca desse porte ocorra e não seja imediatamente noticiada). Por outro lado, se Christina ainda é uma artista RCA, não parece que a relação entre eles está muito sólida, parece?

11 comentários

  1. Se ela ainda for lançar o álbum pela RCA pode ter certeza que não vai ter apoio nenhum da gravadora já que nem foi citada e pelo entusiasmo que ela vem mostrando com seus últimos lançamentos vamos ter um Lotus 2.0 com um single sem lives e se tivermos sorte um vídeo clipe, vida de fighter não é fácil

  2. O Twitter da Sony Music comentou o comercial da Oreo. Fico pensativa em relação a isso… Quero muito que ela tenha saído. Imagina se ela continua na gravadora, sendo que a RCA não está nem um pouco empolgada com ela?! Esse silêncio é desconfortante demais. Ainda penso que o single sai no final de março.

  3. Sinceramente, acho que ela anda numa demanda judicial sigilosa contra a RCA; acredito que ela tenha descartado tudo que tinha tinha interferência dos executivos da RCA (como aparentemente houve em Bionic e Lotus, dedos não bem vindos); acredito que ela tenha feito o álbum independente e esteja aguardando apenas essa minhas suposta demanda judicial sigilosa contra a RCA para que possa finalizar o contrato com a Universal.

    Pode ser viagem da minha parte, mas não tem como ser diferente com tanta falta de informação.

  4. É exatamente como eu vejo a coisa. Claramente a RCA não tá nem aí pra carreira da Christina, há tempos ela não é prioridade nessa gravadora. Torço demais pra que ela tenha saído, porque não consigo entender como uma artista que já deu tanto lucro pra eles, com um retorno tão demorado, pra esse ano ainda, não é comentada nessa fala. Poxa é um descaso total. Espero que Christina pense nos seus fãs e finalmente de uma divulgação, ou ao menos tour pro novo álbum. Não quero mais essa lenga lenga!

  5. Nesse ponto queria que ela fosse transparente com os fãs como outros artistas sao … Esse descaso faz com que muita gente desista dela.. Nao custa nada abrir e um processo dessa magnitude seria impossível ocorrer em segredo. Quero muito que ela saia da Rca mas acho pouco provável .

  6. Tudo isso é muito estranho,se ela foi pra Universal ja deveria ter algo oficial…mas se a Christina ainda esta na RCA é bem provável que exista um conflito enorme entre ela e a gravadora mesmo,o que talvez explicaria a demora do novo album,com certeza ela nao ta afim de fazer as vontades da gravadora.Eu tambem acho que se for lançado pela RCA o risco de ser mais um album que não vai ser promoviso como deveria é muito grande!

  7. Diante disso, é mais do que provável que há um conflito entre ela e a RCA. Por outro lado, reforço que uma mudança de gravadora é um evento que costuma ser bem noticiado, sendo quase impossível de ocorrer na surdina. A verdade é que essa falta de informações deixa tudo muito esquisito, e a gente fica pensando em mil coisas =/ Fazer o quê, né? Só esperar pra ver…

  8. Ah, sinceramente não acho que o problema seja só a gravadora. Ela tem passe livre sendo a artista que é, e sabemos que não há um ser humano que mande na Christina. Se o bionic e o lotus fracassaram eu acho que é por desinteresse dela mesma. E a gravadora vendo que o próprio artista não quer se promover porque eles vão insistir. Agora, eu fico imaginando se ela tivesse a própria gravadora. Esse álbum não veria a luz do dia, pelo menos não tão cedo. Mas que essa história de trocar de gravadora está estranha, isso está.

  9. Eu tenho uma dúvida, se a Christina sai dá RCA, ela perde alguma música? Pq já vi isso acontecer com alguns artistas, mesmo sendo o compositor o artista não podia mais usar a música..

Responder

Por favor, comente
Por favor, digite seu nome