Lotus (13/11/2012)


Press-Release Oficial

Los Angeles, Califórnia. Superestrela internacional Christina Aguilera lançará o novo álbum, Lotus, no dia 13 de novembro, pela RCA Records. O primeiro single, “Your Body”, composto por Max Martin, Shellback e Savan Kotecha e produzido por Max Martin e Shellback, estreará no programa de Ryan Seacrest e rádios de todo o país no dia 14 de setembro, com compra disponível no iTunes, Amazon e demais provedores digitais no dia 17 de Setembro.

Aguilera passou o último ano gravando o aguardado quinto álbum de estúdio. Trabalhando com compositores e produtores como Alex Da Kid e Sia, o álbum também traz uma colaboração com CeeLo Green, coestrela de Aguilera em The Voice. “Esse álbum fala de auto-expressão e liberdade”, Aguilera diz. “Eu passei por muita coisa nos últimos anos e esse trabalho representa um renascimento para mim. É sobre liberdade e as razíes de quem eu sou e o que amo fazer”.

Uma das artistas mais bem sucedidas da última década, Christina Aguilera vendeu mais de 30 milhões de álbuns no mundo, tem 4 singles #1 na Billboard Hot 100 e venceu 5 Grammy Awards. Também recebeu uma estrela na Calçada da Fama e tem a honra de ser a única cantora com menos de 30 anos na relação de 100 maiores cantores de todos os tempos, compilada pela Rolling Stone. Em 2011, ela entrou no mundo da TV como mentora em The Voice, programa indicado ao Emmy Awards e transmitido pela NBC. Christina continua usando a voz para o bem. Trabalha como porta-voz global pelo Programa Contra a Fome Mundial da Yum! Brands desde 2009, cuja participação ajudou a levantar mais de US$ 80 milhões para a WFP e outras agências similares

Tracklist (Edição Comum)

  1. 1. Lotus intro Lotus 0:20
  2. 2. Army of Me Lotus 0:20
  3. 3. Red Hot Kinda Love Lotus 0:20
  4. 4. Make the World Move (feat. Ceelo Green) Lotus 0:20
  5. 5. Your Body Lotus 0:20
  6. 6. Let There Be Love Lotus 0:20
  7. 7. Sing for Me Lotus 0:20
  8. 8. Blank Page Lotus 0:20
  9. 9. Cease Fire Lotus 0:20
  10. 10. Around the World Lotus 0:20
  11. 11. Circles Lotus 0:20
  12. 12. Best of Me Lotus 0:20
  13. 13. Just a Fool (with Blake Shelton) Lotus 0:20

Tracklist (Edição Deluxe)

  1. 14. Light Up the Sky Lotus (Deluxe) 0:20
  2. 15. Empty Words Lotus (Deluxe) 0:20
  3. 16. Shut Up Lotus (Deluxe) 0:20
  4. 17. Your Body (Martin Garrix Remix) Lotus (Deluxe) 0:20
  5. 18. Your Body (Ken Loi Remix) Lotus (Deluxe) (Japão) 0:20

Faixas descartadas

  1. Your Body (Explícita) Lotus (Descartada) 0:20
  2. Easier to Lie (Demo) Lotus (Descartada) 0:15

Samples

Red hot kinda love tem trechos de 54-46 That’s My Number (Toots & The Maytals)
Red hot kinda love tem trechos de The Whole Wide World Ain’t Nothin’ But a Party (Mark Radice)
Make The World Move tem trechos de Let’s Find Out (Armando Trovajoli)

Participações especiais

CeeLo Green em Make the world move
Blake Shelton em Just a fool

Singles

Your body
Lançada em 17/09/2012

Just a fool
Lançada em 04/12/2012

Bastidores e curiosidades

Precoce

Lotus começou a ser preparado, segundo entrevistas dada por Christina na época, em dezembro de 2010. Isso significa que um mês depois do lançamento de Burlesque e seis meses depois do lançamento de Bionic, Christina já estava envolvida na criação do álbum. Lotus chegou às prateleiras dois anos depois do lançamento de seu antecessor, Bionic, sendo o mais rápido lançamento havido entre dois álbuns principais de Christina.

Fuck Your Body

As primeiras tracklists confirmadas continham um selo que indicavam que “Your Body”, “Circles” e “Shut Up” teriam conteúdo explícito nas versões não censuradas do álbum. Quando Lotus foi lançado, no entanto, a única canção disponível em versão explícita era “Circles”. A versão não censurada de “Your Body”, com letras que diziam “fuck your body” ao invés de “love your body”, já era conhecida dos fãs, já que foi tocada em algumas rádios ao redor do mundo – mas ela não deu nem sinal de vida quando a versão explícita de Lotus chegou às lojas com a faixa normal em seu lugar. Da mesma forma, “Shut Up” aparece auto-censurada em todas as edições do álbum.

Touch Your body

Ao que tudo indica, “Fuck your body” não era a única versão de Your Body circulando por aí. Boatos de antes mesmo de o single ser anunciado diziam que Christina gravou diversas variações para o refrão da música, incluindo “touch your body”. O título original era “Fuck Your Body”, cujo trecho pode ser ouvido na nossa tracklist de músicas descartadas do Lotus, logo acima.

Barrada

A primeira versão de “Lotus Intro” foi construída sobre uma sample da música Midnight City, do M83. Embora nunca tenha vazado, a faixa chegou até mesmo a ser tocada para a revista Billboard em sua prévia do álbum. Como nem tudo são flores em Lotus (han, han), a música precisou ser reeditada no último minuto porque o M83 desautorizou o uso da sample. A versão final, que está no disco, não tem samples.

Just a fool

“Just a Fool” foi uma colaboração de tão última hora que chegou a ser apresentada para a imprensa sem os vocais de Blake Shelton, poucas semanas antes de o disco chegar nas lojas. Para dar tempo de gravar sua parte antes do lançamento do álbum, Shelton precisou alterar parte da agenda promocional – e essa não é a única história por trás da música: antes de chegar nas mãos de Christina, a música foi gravada por Adam Lambert e, depois, por Pink – que não a utilizaram em seus respectivos álbum.

Deve doer

Quando foi ao estúdio gravar sua parte, Blake Shelton se surpreendeu com o tom agudo da canção e precisou se esforçar para fazer coro com Christina. Para conseguir acompanhá-la no tom de voz tão alto na escala musical, ele brincou dizendo que precisou “colocar uma pregador de roupas no saco” durante suas sessões no estúdio.

CeeLo

Não foi apenas Blake Shelton que surgiu repentinamente no álbum. No início das gravações de Lotus, Christina já havia adiantado que pretendia fazer algo com CeeLo Green, com quem planejava colaborar há algum tempo (a dupla gravou “Nasty”, para a trilha de Burlesque, mas a canção nunca passou dos estágios de faixa-demo) – mas a aparição em “Make The World Move” não foi planejada. Foi só quando Christina gravou a música que percebeu que a voz masculina que aparecia em trechos-chaves combinava perfeitamente com o estilo de CeeLo cantar. O vocal masculino original foi, então, retirado para que abrisse espaço para a voz de CeeLo.

DJ Premier

A dupla que fez mágica em Back to Basics não desiste. Depois de juntos criarem 9 músicas para Bionic e não colocarem nenhuma no álbum, Christina e Premier mais uma vez se reuniram para criar canções para Lotus. Mais uma vez, não rolou: o disco não tem nenhuma música com Premier. Segundo o produtor, a parceria não vingou por conflitos na agenda: ele tinha acabado de se tornar pai pela primeira vez e não conseguiria se dedicar ao trabalho no período disponível de Christina.

Fora do álbum

As primeiras tracklists do álbum mostravam uma canção chamada “Let’s Find Out” como 5ª faixa do disco, que muitos imaginavam ter sido descartada quando o disco foi lançado sem ela. Na verdade, a inclusão da faixa foi apenas um erro das lojas que colocaram o álbum em pre-venda: Let”s Find Out é, na verdade, o nome da sample usada na faixa 4, “Make The World Move”. “Easier to Lie“, por seu turno, é mesmo o nome de uma música que ficou de fora de Lotus (um trecho da demo cantada por Christina pode ser ouvida na nossa tracklist acima). A faixa foi posteriormente gravada e lançada pela cantora Cassadee Pope.

Alex DaKid

A colaboração entre Christina com Alex DaKid rendeu muitas das faixas de Lotus – dentre elas, Lotus Intro, Cease Fire e Light Up The Sky. A dupla começou a criar essas músicas logo no início das gravações de Lotus, em 2010, quando juntos trabalharam na canção “Castle Walls”, de TI.

Linda Perry

Lotus é o primeiro álbum de Christina, desde o lançamento de Stripped (em 2002), que não conta com nenhuma espécie de parceria com Linda Perry. Antes de Lotus, as duas eram praticamente inseparáveis e trabalharam juntas, inclusive, em projetos paralelos como “Keeps Gettin’ Better: A Decade Of Hits” e a trilha sonora de Burlesque.

F.U.S.S.

Uma das parcerias que mais surpreendeu os fãs foi aquela anunciada por Scott Storch, responsável por grande parte do Strippede que acabou rompendo com Christina na época do lançamento de Back to Basics. Antes do lançamento de Lotus, Scott chegou a confirmar que estava envolvido no trabalho, mas isso não passou de um boato aparentemente criado pelo próprio compositor, que está em profunda crise de credibilidade no meio musical.

Workshop

Lotus nasceu de uma série de workshops promovida pela gravadora. Na busca por músicas comercializáveis, a RCA convidou diversos compositores e produtores para se isolarem em salas de criação e montarem músicas com base nos tópicos que Christina gostaria de abordar no álbum. Foi apenas após a seleção prévia das faixas criadas nesses workshops que Christina sentou com seus criadores para ajudar a compor, ajustar e gravar as músicas. Um dos exemplos mais evidentes da compra de faixas pela RCA foi “Army of Me”, que originalmente foi composta em francês por Merwan Rim sob o título “Tous Le hommes en un” (ou algo como “todos os homens em um”). Mesmo depois da recomposição para o inglês, a faixa continuou no mercado e foi parar nas mãos da cantora Anastacia, que a gravou sem saber que já havia sido lançada por Christina. Outra música que já chegou semi-pronta foi “Blank Page”, feita em parceria com Sia. O refrão já havia sido todo composto pela cantora australiana, que se sentou com Christina apenas para retrabalhar os versos.

Versões de lançamento

Edição especial limitada